Gestão de varejo: 5 erros de controle financeiro que você deve evitar
Gestão Financeira

Gestão de varejo: 5 erros de controle financeiro que você deve evitar

Escrito por BCN Treinamentos

Um controle financeiro mal feito pode custar muito caro para sua empresa. Mas quando estamos falando de varejo esse problema pode ser ainda maior. Como as margens são normalmente muito apertadas qualquer erro pode ser fatal. Por isso a gestão de varejo precisa ser bem feita, sem espaços para erros.

Porém, essa gestão não é tarefa das mais fáceis, e é comum que os empreendedores cometam alguns deslizes. Quer saber quais são eles? Continue lendo este artigo, ele pode ser o ponto de partida de um caminho saudável nos negócios.

Boa leitura!

Confira 5 erros que não podem ocorrer na gestão de varejo

Devido a complexidade que envolve a gestão de varejo e toda a área financeira da empresa, é comum, principalmente entre varejistas de pequeno porte ou que estão começando na área cometerem os seguintes erros:

1. Não registrar as operações financeiras realizadas

A falta de registros das operações realizadas é um outro sério problema na gestão de varejo. Afinal, o registro de todas as operações financeiras é fundamental para se ter uma visão clara sobre a situação da empresa.

Por meio do registro é que o varejista consegue medir as vendas da empresa e consegue fazer análises corretas sobre o andamento do negócio.

O registro das vendas é importante para evitar problemas no estoque e nas finanças. Já o das compras, é importante para analisar se a venda dos produtos está sendo lucrativa para a empresa.

2. Não saber os custos dos produtos

Principalmente no varejo, você precisa saber o valor de cada item que possui no estoque. Só assim você consegue calcular com segurança o valor de venda.

Não saber quanto custa o produto que está sendo comercializado, bem como todos os outros valores envolvidos para mantê-lo no estoque até a efetivação da venda, pode fazer com que você acabe estabelecendo um preço final completamente deslocado da realidade do seu negócio.

Isso pode fazer com que você perca vendas, ao oferecer o seu produto muito caro, ou diminua a sua margem de contribuição, oferecendo muito barato.

3. Não ter controle do estoque

Uma gestão de varejo eficiente passa, necessariamente pelo controle de estoque. Ele é o coração da operação varejista e ter controle sobre ele influencia no funcionamento de toda a empresa.

Informações sobre a movimentação do produto na loja, bem como os dados sobre o giro das mercadorias, são fornecidas pelo controle de estoque e ajudam a manter o controle financeiro da empresa.

4. Não fazer o controle do fluxo de caixa

Se estamos falando de controle financeiro, temos que falar do controle do fluxo de caixa. E quando nos referimos ao “caixa”, estamos falando não só da máquina registradora, mas também das contas bancárias da empresa.Todo local para onde convergem recursos e de onde eles saiam, deve ser considerado como parte do caixa da empresa.

É preciso ter total controle do que entra e do que sai do caixa propriamente dito e das contas bancárias. Faça esse controle diariamente ao fim do expediente. Dê atenção, principalmente, as receitas que não são recebidas imediatamente. Esse saldo a receber, quando não é lançado de forma correta, acaba gerando confusão.

E para saber mais sobre fluxo de caixa, vale dar uma conferida no nosso artigo “Boas práticas para fazer um fluxo de caixa perfeito”.

5. Não dispor de capital de giro e reserva para emergências

Ter uma capital de giro e uma reserva para emergências é fundamental para uma empresa de varejo.

O capital de giro é aquele dinheiro que deve ser utilizado para as atividades de rotina, e logo em seguida reposto, garantindo assim que a empresa sempre tenha recursos financeiros para funcionar de forma adequada.  

Já a reserva para emergências é aquela soma de dinheiro destinada à expansão das atividades da empresa, manutenção de equipamentos, pagamentos dos custos de uma demissão ou naqueles momentos em que ocorrem emergências financeiras.

Não trabalhar com o capital de giro e com reserva para emergências pode levar sua loja à falência, a uma dependência direta das vendas ou até mesmo de empréstimos bancários, que cobram altas taxas de juros.

Como melhorar o controle financeiro do varejo?

Agora que você já sabe os principais erros na gestão de varejo, confira algumas medidas simples que podem melhorar e otimizar o controle financeiro do varejo:

  • Conte com a ajuda de um contador competente: o profissional de contabilidade é a pessoa certa para te ajudar a fazer o controle financeiro, pois conhece como ninguém os temas financeiros e tributários e pode te ajudar a entender os números do seu negócio.
  • Invista em treinamentos na área financeira e contábil: conhecimento pode ser o seu grande diferencial, por isso vale a pena investir em tudo que te auxilie a fazer uma gestão mais eficiente do seu negócio. Cursos na área contábil/fiscal e financeira podem ser o detalhe que faltava para o sucesso e saúde da empresa.
  • Prepare-se para a inadimplência: infelizmente, todo e qualquer negócio está sujeito à  inadimplência e você deve estar preparado para ela. Procure entender como ela pode afetar o seu fluxo de caixa e o que deve ser feito para diminuir os  seus efeitos e também o número de clientes inadimplentes.

Leia nosso artigo sobre Aprenda a fazer uma análise de crédito para evitar a inadimplência

  • Faça bom uso da tecnologia: existem no mercado diversos softwares de gestão que auxiliam no controle financeiro diário de uma empresa. Esses sistemas oferecem recursos como, por exemplo, o controle de fluxo de caixa, que permite controlar com eficiência as contas a receber e a calcular qual será o impacto da inadimplência na rotina do seu estabelecimento.

Conclusão

O varejista precisa ter controle das suas finanças, pois é por meio de uma gestão financeira eficiente que se consegue a redução dos custos desnecessários e o aumento da  lucratividade nas vendas. É importante também conhecer todos os processos do funcionamento do negócio para evitar que os erros apontados continuem se repetindo.

O dia a dia do varejista é corrido e repleto de desafios, mas vale a pena parar um pouco e procurar estudar e conhecer um pouco mais sobre a área financeira. E para que isso ocorra, recomendamos nossos cursos e, em especial, o curso Gestão de compras e negociação com fornecedores”. Confira e você não irá se arrepender. 

Powered by Rock Convert

Sobre o autor

BCN Treinamentos

Deixar comentário.

Share This