Análise de crédito: tudo que você precisa saber para não errar
Gestão Financeira

Análise de crédito: tudo que você precisa saber para não errar

Escrito por BCN Treinamentos

A análise de crédito é uma etapa muito importante nas relações comerciais, especialmente diante de cenários econômicos turbulentos.

Os procedimentos de verificação protegem a empresa da inadimplência e são, portanto, fundamentais para garantir a saúde financeira da organização.

Porém, para que a análise de crédito funcione como uma ferramenta eficaz contra devedores, é fundamental que o processo seja realizado da maneira correta.

Neste artigo, vamos explicar como sua empresa deve efetuar essa operação.

Ficou interessado? Então continue a leitura!

Entenda a importância de uma análise de crédito correta

A análise de crédito é feita para clientes que desejam efetuar um pagamento a prazo ou um financiamento.

No primeiro cenário, a empresa disponibiliza um pagamento em dinheiro ao cliente e escritura um valor equivalente a receber, geralmente acrescido de juros.

Já na segunda situação, é feito um planejamento sobre como os recursos serão utilizados e a finalidade. Assim, quando uma empresa concede o financiamento, ela pode avaliar a fundo a probabilidade de retorno ou não do valor disponibilizado.

Isso quer dizer que, quando uma instituição oferece um crédito ou a opção de financiamento para o cliente, ela assume um risco.

Por esse motivo é que a análise de crédito não apenas se faz necessária, como deve ser feita criteriosamente e com muito cuidado.

Caso contrário, a organização terá que arcar com um prejuízo que pode comprometer seriamente o setor financeiro.

Quer aprender a fazer uma análise de crédito na prática?

Conheça nosso Curso de Estratégias para Análise e Concessão de Crédito

Estrategias para Analise e Concessao de Credito

Conheça os 6 C’s do crédito

Você sabe o que são os 6 C’s do crédito? Trata-se de uma metodologia de análise que se baseia em fatores objetivos e subjetivos.

A técnica é muito utilizada entre as instituições do mercado financeiro e contempla seis grupos de informações, sendo eles:

1. Caráter

São os dados que se referem à reputação do cliente. Essas informações observam o histórico financeiro de quem solicita o crédito.

Nesta etapa são analisados, por exemplo, empréstimos anteriores e outras negociações de dívida.

Tal análise permite que a empresa conheça o comportamento do solicitante referente à quitação do débito, prazos de pagamento, entre outros elementos.

É uma solução ideal especialmente para negócios incipientes, quando a empresa não possui o histórico do cliente.

2. Capacidade

Trata-se da capacidade que o cliente terá para arcar com a dívida.

Nesta etapa, são analisadas as transações do solicitante, alternativas para a quitação do débito, entre outros fatores.

Nos casos de pessoa jurídica, ainda são avaliadas questões como a idade da empresa, setor de atuação e perfil dos sócios.

Para realizar este procedimento, devem ser fornecidos documentos que indiquem as receitas e despesas do cliente — como, por exemplo, um extrato bancário.

3. Capital

São os dados referentes à estrutura de capital, liquidez, endividamento, lucratividade, entre outros índices financeiros.

Tal componente avalia a possibilidade do cliente dispor de outros recursos para investir ou realizar pagamentos, independentemente do crédito solicitado.

4. Colateral

Trata-se da capacidade da pessoa física ou jurídica em oferecer garantias ao crédito, tais como: imóveis, contas a receber, equipamentos, automóveis, entre outros.

Nesta etapa, é comum alocar as figuras dos avalistas da negociação. Quanto maiores forem as garantias, maiores serão as chances de reaver o valor concedido através do crédito.

5. Condições

São os dados referentes à capacidade de adaptação a situações conjunturais. Ou seja: refere-se à agilidade e flexibilidade para criar mecanismos de defesa diante de cenários difíceis.

Nesta etapa, até mesmo o contexto econômico é levado em consideração. Afinal, uma empresa só poderá ceder crédito ao solicitante se a quitação do débito for viável.

6. Conglomerado

Em alguns casos, quando o solicitante se trata de pessoa jurídica, a análise de crédito ainda contempla a avaliação de empresas coligadas, controladas ou interligadas. Ou seja: é a etapa que analisa a situação financeira de organizações de um mesmo grupo.

Saiba o que sua empresa precisa para fazer uma análise de crédito correta

Para realizar uma análise de crédito eficiente, é preciso que o solicitante forneça uma série de informações para proceder com a avaliação. Confira abaixo os principais documentos necessários para realizar o processo:

Documentos de identificação

O primeiro e mais importante passo para a análise de crédito é a identificação do cliente. Deve-se analisar com atenção todos os documentos fornecidos, de modo a garantir sua autenticidade.

Para isso, será necessário ao menos um documento com foto e o CPF ou CNPJ — informação que será determinante para verificar a condição creditícia do solicitante.

Endereço para cobrança

O endereço de cobrança do cliente também deve ser enviado para a análise de crédito.

Esses dados devem estar completos e são importantes para casos de inadimplência, pois auxiliam no contato com o cliente caso ocorra algum problema.

Balanço anual ou comprovante de renda

Nos casos de pessoa jurídica, o cedente pode solicitar o balanço anual da empresa. Assim, será possível avaliar a situação financeira da instituição solicitante.

Além do balanço anual, a empresa que concederá o crédito também pode solicitar os últimos três balancetes do cliente, bem como referências bancárias e comerciais.

Já nos casos de pessoa física é necessário enviar uma comprovação de renda, que pode ser feita com um contracheque, declaração do imposto de renda ou mesmo com um simples extrato bancário.

É importante destacar que alguns indivíduos têm mais de uma fonte de renda, tais como: aposentadoria, pensão, atividades freelancer, entre outros.

Se esse for o caso, tais informações também devem ser consideradas na análise, pois podem influenciar no limite de crédito oferecido ao cliente.

Dados creditícios

Um dos procedimentos mais importantes da análise de crédito é a avaliação da situação cadastral do cliente.

Essa informação pode ser verificada junto ao SPC e SERASA através de um software de consulta integrada.

Outros dados que devem ser avaliados são as dívidas em andamento, despesas atrasadas, entre outros. Analisar tais informações proporcionam mais segurança à empresa.

A análise de crédito é um processo fundamental para garantir a saúde financeira da empresa, pois evita a inadimplência de clientes. Por isso, deve ser feita com extremo cuidado — caso contrário, a instituição pode arcar com graves prejuízos.

Quer aprender mais sobre gestão financeira? Então entre em contato conosco e conheça nossos cursos presenciais!

Sobre o autor

BCN Treinamentos

Deixar comentário.

Share This