Plano de contas: aprenda para que serve e como fazer
Gestão Financeira

Plano de contas: aprenda para que serve e como fazer

Plano de Contas

O plano de contas é uma das principais ferramentas de controle econômico e financeiro de uma organização. Trata-se de um conjunto de contas que representa as movimentações (receitas e despesas) de uma forma estratégica e facilita a gestão financeira do seu negócio.

É um instrumento fundamental para a administração da empresa e também na elaboração das demonstrações contábeis. Continue a leitura para entender melhor o que é plano de contas, a sua importância e como organizá-lo.

O que é um plano de contas?

Plano de contas é um documento que categoriza as contas da organização. O conjunto de entradas e saídas são classificados e organizados para representar as movimentações financeiras, patrimoniais e econômicas da empresa.

Veja, a seguir, quais são os dois tipos de planos de contas mais utilizados:

Plano de contas contábil

O plano de contas contábil precisa ser desenvolvido de acordo com as regras da lei nº 6.404/76 e das Normas Brasileiras de Contabilidade. Sendo assim, a estrutura do instrumento deve seguir um padrão básico e consequentemente fica semelhante ao documento de outras empresas.

As informações obtidas no plano de contas contábil serão usadas como base para a elaboração de demonstrações contábeis, como o Balanço Patrimonial e a Demonstração do Fluxo de Caixa.

Plano de contas gerencial

Ao contrário do contábil, o plano de contas gerencial não precisa seguir um padrão. Ele é realizado de forma mais simplificada, para ser usado na administração do negócio.

Esse tipo de plano de contas auxilia na tomada de decisões da organização e facilita a elaboração de relatórios financeiros.

O documento pode aproveitar as informações do plano de contas contábil, e organizar os dados de forma estratégica, com base nas prioridades e necessidades gerenciais da empresa.

Integração dos planos

Como já foi dito, o plano de contas contábil é aproveitado para a produção do plano de contas gerencial. Para facilitar o processo, é interessante automatizá-lo usando softwares especializados.

Para que serve o plano de contas?

A contabilidade de uma empresa é responsável por desenvolver diversas demonstrações, relatórios, documentos e controles financeiros. Para isso, ele deve organizar as entradas e saídas de acordo com as necessidades da companhia e as exigências legais.

Para que o trabalho seja eficiente, todos os profissionais e setores envolvidos precisam seguir o mesmo modelo, ou seja, seguir um padrão para garantir uma comunicação otimizada.

Em outras palavras, com o plano de contas cada movimentação é tratada da mesma maneira em demonstrativos, relatórios e demais documentações. Confira para que serve a ferramenta:

Estrutura ideal do plano de contas

A estrutura do documento é diferente de acordo com o tipo de plano de contas que está sendo feito. O plano de contas contábil, deve ser dividido em:

  • Ativo: circulante, não circulante, realizável a longo prazo, investimentos, imobilizado, intangível;
  • Passivo: circulante, não circulante, patrimônio líquido.
  • Resultado do exercício: receitas e despesas.

Já o gerencial pode ser organizado de acordo com o segmento e necessidades específicas da empresa, sempre visando classificar as entradas e saídas do fluxo de caixa.

Veja 4 dicas sobre como fazer um plano de contas

Entenda agora os passos fundamentais para o seu desenvolvimento.

1. Liste as informações que serão usadas

É muito importante organizar os dados presentes no plano de contas para garantir a sua efetividade. Por isso, liste todas as contas que vão entrar no documento e defina os grupos em que cada uma delas faz parte. 

É sempre interessante que os dados sejam organizados em níveis e subníveis para facilitar a visualização e, consequentemente, o entendimento. Se necessário, comentários e indicações de uso podem ser implementados para garantir que a ferramenta será aproveitada corretamente.

2. Entenda as diferenças entre os conceitos

Quem trabalha com contabilidade precisa estudar sempre para garantir a qualidade do seu trabalho. Isso é importante para se manter atualizado sobre as atualizações da área, as novas leis e normas, bem como para garantir que os conhecimentos adquiridos não caiam no esquecimento.

Um erro comum e que compromete a qualidade de qualquer plano de contas é a confusão entre os conceitos. Para evitar problemas, é fundamental garantir que todos os profissionais envolvidos saibam o que são gastos, custos, despesas, entre outros termos que vão estar presentes na ferramenta.

3. Aproveite a tecnologia

Antigamente, o plano de contas precisava ser realizado com papel e caneta — o que tornava o processo muito mais demorado, complicado e passível de erros. Felizmente, hoje em dia existem softwares de gestão e planilhas eletrônicas que tornam essa tarefa muito mais simples.

As ferramentas tecnológicas são úteis para desenvolver, alimentar e visualizar as informações do plano de contas da melhor forma possível. Vale a pena pesquisar para encontrar a alternativa que melhor atende às necessidades do negócio, considerando o orçamento, tamanho e segmento da empresa.

4. Reflita sobre a estrutura do plano de contas

Para entender quais dados, grupos e classificações o plano de contas vai ter, é importante saber quais serão os relatórios gerados. Como já falamos, uma das principais finalidades dessa ferramenta é apoiar a produção de demonstrações contábeis e outros documentos financeiros.

Portanto, as informações necessárias para a elaboração dessas documentações precisam constar no plano de contas desde o começo para evitar retrabalhos ou erros na interpretação dos dados.

Como vimos, o plano de contas traz vários benefícios para as organizações. O instrumento padroniza as movimentações financeiras, garante que as informações vão ser interpretadas adequadamente e contribui para melhorar a tomada de decisões. Além disso, ele é necessário para o cumprimento de obrigações fiscais.

Se quiser continuar bem informado e atualizado sobre contabilidade, conheça os cursos oferecidos pela BCN Treinamentos!

Sobre o autor

Carolina Ferreira Aleixo

Deixar comentário.

Share This