Gestão Financeira

Entenda o que é Ponto de Equilíbrio Financeiro e como calculá-lo!

Imagine que você está lançando um novo produto na sua empresa e calculou qual deveria ser o valor mínimo de vendas para pagar as suas despesas.

A quantidade de vendas acabou não sendo das melhores, mas mesmo assim o valor mínimo que você havia estipulado em seus cálculos foi atingido.

Mesmo tendo realizado todos os cálculos e previsões, alcançando o valor mínimo a arrecadar, as contas começam a não fechar e o dinheiro não é o suficiente.

Esse problema financeiro poderia ter sido evitado com um cálculo mais assertivo, que realmente mostrasse o valor que você precisaria arrecadar sem preocupações extras.

Nessa situação você deveria ter calculado o Ponto de Equilíbrio, que pode ser definido como o valor mínimo que precisa ser gerado pelas vendas para cobrir as despesas e custos, ou seja, o lucro é igual a zero.

A partir desse momento qualquer unidade vendida a mais geraria lucro para a empresa.

Existem três tipos diferentes de Ponto de Equilíbrio: o Econômico, o Contábil e o Financeiro.

Na situação hipotética que nós colocamos no início do texto, o ideal era ter calculado o Ponto de Equilíbrio Financeiro, que é o qual focaremos e lhe explicaremos ao longo deste artigo.

Para te ajudar a evitar que erros como esse atrapalhem o seu trabalho, iremos mostrar neste artigo quais são os tipos de Ponto de Equilíbrio, a importância de fazer este cálculo, como calcular e quais erros você pode cometer sem saber.

Está pronto para mergulhar nesse conteúdo? Continue lendo os tópicos a seguir…

Para que serve cada um dos tipos de ponto de equilíbrio?

O Ponto de Equilíbrio é conhecido por outras nomenclaturas, como Break-Even Point em inglês, Ponto Crítico ou até Ponto de Ruptura. Como já mencionamos ele é dividido em três formas diferentes de aplicação.

Entenda a diferença entre elas a seguir:

Ponto de Equilíbrio Contábil

No Ponto de Equilíbrio Contábil são levados em considerações todos os custos de funcionamento de uma empresa, tanto fixos quanto variáveis e inclusive a depreciação dos ativos.

Nesse Ponto de Ruptura o cálculo é feito a partir de um Demonstrativo de Resultados de Exercício básico, que dirá exatamente quantos produtos você precisará produzir e vender para chegar ao Ponto de Equilíbrio, sem prejuízo nem lucro.

Ponto de Equilíbrio Econômico

O Ponto de Equilíbrio Econômico também leva em consideração as despesas fixas e variáveis da empresa. A grande diferença é que nesse Break-Even Point é estipulado um lucro mínimo que a empresa precisa arrecadar, para investidores ou capital próprio por exemplo.

Ponto de Equilíbrio Financeiro

O que diferencia o Ponto de Equilíbrio Financeiro dos demais é que não leva em consideração a depreciação dos ativos da empresa.  Por isso que também é conhecido como Ponto de Equilíbrio Caixa, já que só analisa o que realmente sairá do caixa da empresa.

Por isso que esse é o mais eficiente para a prática e planejamento financeiro da empresa, já que lhe passará à situação real da empresa, com os valores mais próximos da realidade.

Por que calcular o ponto de equilíbrio financeiro?

Calcular o ponto de equilíbrio para um novo produto, ou até geral da empresa, pode ser o que salvará seu negócio do prejuízo ou mesmo da falência. O planejamento já deixou de ser uma opção, é uma obrigação para que a empresa mantenha-se no mercado.

Com todos os cálculos feitos corretamente, colocando o Ponto de Equilíbrio como meta, você conseguirá guiar melhor os seus funcionários e descobrir se realmente haverá demanda para o produto, antes de começar a divulgação e produção.

Descobrindo o Break Even Point você conseguirá ter metas muito mais realistas e entender que caso elas fiquem altas demais, talvez o projeto seja inviável naquele momento.

É um indicador que irá te ajudar também a mensurar os resultados dos seus projetos, se eles ficaram acima ou abaixo do Ponto de Ruptura, dando lucro ou prejuízo.

É por todos esses motivos explicados que calcular e estudar o Ponto de Equilíbrio é essencial para a saúde financeira do seu negócio. Todo planejamento precisa de indicadores para serem analisados, planejados, aplicados e com seus resultados apurados. 

Você ainda não acha essa preocupação com a saúde de sua empresa necessário? Dê uma olhada nesse outro conteúdo:

Como calcular o ponto de equilíbrio financeiro?

Você pode escolher entre três métodos para descobrir o seu Ponto de Equilíbrio Financeiro: através de uma equação, pela margem de contribuição ou por um gráfico.

Para entender na prática vamos usar o exemplo de uma empresa fictícia. Você está lançando um novo produto em sua empresa, Sweet Home, e precisa saber se o investimento será realmente viável. No momento os valores relacionados ao projeto são os seguintes:

  • Custos Fixos – R$10.000,00
  • Custos Variáveis – R$6,00 por produto
  • Valor de Venda – R$10,00 por produto
  • Margem de Contribuição – R$4,00 por produto (Valor de venda – custo variável)

Veja como aplicar cada um:

Descobrindo através de uma equação

Para encontrar o seu Break-Even Point em uma equação basta aplicar a seguinte fórmula:

Vendas = Custos Fixos + Custo Variável + Lucro Líquido

Como queremos descobrir o Ponto de Equilíbrio Financeiro o Lucro é igual a zero. Acompanhe conosco o cálculo, conforme os dados mostrados anteriormente, onde x é igual a quantidade de produtos vendidos:

10x = 10.000 + 6x + 0

10x – 6x = 10.000

4x = 10.000

x =  10.000/4

x = 2.500

Então para a Sweet Home chegar ao Ponto de Equilíbrio deverá vender 2.500 produtos.

Descobrindo através da margem de contribuição

Para descobrir através de sua margem de contribuição a fórmula muda um pouquinho, veja abaixo:

X = (Custos Fixos + Lucro) / Margem de Contribuição Unitária

Com as mesmas informações da nossa empresa imaginária, veja o cálculo a partir da fórmula mostrada:

x =  (10.000+0)/4

x = 2.500

Descobrindo através de um gráfico

Para descobrir o seu lucro zero, coloque os valores nos locais indicados no gráfico abaixo, quando a linha dos custos e a do lucro se encontrarem você saberá o seu Ponto de Equilíbrio.

Percebeu que apesar das maneiras diferentes todas chegaram ao mesmo resultado? Assim você pode escolher a que se adaptar melhor e começar a utilizar essa técnica!

Qual erro posso cometer sem perceber?

É muito comum que na hora de fazer uma análise financeira da sua marca ou lançamento de um novo produto seja deixado de levado alguns valores muito importantes, os custos fixos.

Muitos focam tanto nos custos de produção e logística que esquecem de descontar os custos que sempre estarão lá, como por exemplo: aluguel, salários dos funcionários ou IPTU.

Lembre-se de levar todos os valores que mexem no caixa de sua empresa ao fazer os seus cálculos e planejamentos financeiros.

Conclusão

Sabemos que lendo assim é um pouco difícil de assimilar, no entanto, colocando em prática em sua rotina de planejamento ficará mais tranquilo a cada dia.

Como falamos no início do texto, um bom planejamento pode fazer total diferença entre o sucesso e o fracasso, o lucro e o prejuízo.

Avaliar os indicadores certos e tomar as providências corretas a partir deles diminuirá muito as chances de seu negócio ficar no prejuízo. Como todos nós sabemos, informação é poder e o que você faz com ela pode ser ainda mais eficaz.

Está gostando de aprender com nosso conteúdo da área financeira? Clique aqui e descubra o por que você deve investir ainda mais do seu tempo e dinheiro em qualificação!

Veja também:

Formação de preço: entenda a importância e conheça os principais métodos

Sobre o autor

BCN Treinamentos

1 comentário

Deixar comentário.

Pin It on Pinterest

Share This