Conheça 6 técnicas para o planejamento financeiro da empresa
Gestão Financeira

Conheça 6 técnicas para o planejamento financeiro da empresa

Escrito por BCN Treinamentos

Cuidar do planejamento financeiro de uma empresa ainda é visto como um grande desafio para a maioria dos empreendedores. Mais do que controlar os números, a gestão financeira exige conhecimento e técnica, somente assim todas as decisões e ações podem ser tomadas de forma embasada e trazer bons resultados para os negócios.

Isso mostra que emitir relatórios financeiros e analisar os orçamentos não é tudo que podemos esperar de um coordenador financeiro. Felizmente, existem algumas técnicas que são indispensáveis e que podem ajudar no controle de finanças de uma empresa.

Quer conhecer algumas estratégias e como elas podem proporcionar sucesso aos seus negócios? Então confira 6 técnicas para o planejamento financeiro com sucesso!

1. Alinhe o planejamento financeiro com o planejamento estratégico

Um planejamento financeiro não pode acontecer sem a ajuda de um velho e bom amigo: o planejamento estratégico. Separados, eles já oferecem vários benefícios para uma empresa, mas juntos são excelentes ferramentas para traçar metas, estimar e prever situações futuras, obtendo uma visão geral e clara do andamento dos negócios.

Com o auxílio do planejamento estratégico, o departamento financeiro poderá pensar a longo prazo e se decidir pelas melhores ações, baseando-se sempre na missão, visão, metas e objetivos da empresa.

Em outras palavras, com uma estrutura bem definida, uma empresa pode prever contratempos e não pensar apenas dentro da caixa, determinando planos em curto prazo. Contudo, considere que para ter essa visão panorâmica dos negócios é imprescindível envolver todos os colaboradores, independentemente de suas hierarquias.

2. Faça um diagnóstico financeiro

Ignorar os números é um erro que a maioria das empresas e seus coordenadores financeiros ainda cometem. Não acompanhar as receitas e despesas é muito arriscado e pode comprometer as finanças em um curto período de tempo.

Com isso, realizar um diagnóstico financeiro permite identificar quais são os prejuízos e lucros que fazem parte do fluxo do caixa. Além disso, essa análise é importante e ajuda a classificar as movimentações financeiras, de modo que cada gasto é justificado e avaliado antes de qualquer tomada de decisão.

Lembre-se ainda que, a partir desse diagnóstico sua empresa poderá prever diferentes cenários econômicos e se preparar para cada um deles, reconhecendo quais são os riscos do mercado atual, comportamentos dos concorrentes e futuras projeções de negócios.

3. Trace um plano de ações

Retirar as estratégias do papel é um bom começo para qualquer planejamento financeiro. Mas não basta apenas delegar as tarefas necessárias para controlar as finanças, é necessário ir além e avaliar quais serão as ações que poderão alcançar os resultados esperados, assim com possíveis mudanças.

E, para que as ações sejam executadas com sucesso, ainda é preciso traçar um plano mais detalhado, o que incluir definir as metas e objetivos, mapear as iniciativas necessárias para o andamento de cada projeto, desenvolver um cronograma que seja de acordo com a realidade da empresa e suas projeções.

Mas isso é apenas o começo. Um plano de ação é uma estratégia que visa definir cada tarefa, espelhando-se nas habilidades de cada um da equipe. Porém, para alcançar bons resultados faz-se necessário documentar as etapas e suas realizações, criando novos recursos para próximos projetos.

4. Faça a medição de retorno dos investimentos

Mesmo em estágios iniciais, um coordenador precisa estar atento a cada detalhe, para que suas responsabilidades sejam concluídas com êxito total.

Entretanto, o planejamento financeiro é um método que requer constantes atualizações, por isso, torna-se fundamental medir o retorno sobre os investimentos constantemente, ou seja, definir novas ações que deixem a empresa rentável ano após ano e não apenas naquele determinado momento.

Para fazer essa medição e obter os resultados mais realistas possíveis, muitos coordenadores financeiros já contam com o auxílio de indicadores, como o retorno sobre o investimento da empresa, também conhecido pela sigla ROI.

Por meio desses indicadores pode-se definir qualquer projeto e também saber a melhor hora de colocar em prática suas ações e aplicar cada investimento. Além de identificar as melhores oportunidades do mercado, também poderá prever custos com mais eficiência, mantendo qualquer problema longe dos seus negócios.

5. Conte com a ajuda de softwares

Nem sempre anotar os gastos em uma planilha é a melhor alternativa para otimizar o controle financeiro, pelo contrário. Uma planilha é de extrema importância e pode fazer toda a diferença, mas tratando-se de uma grande empresa, somente o seu uso é obsoleto.

Com o avanço da tecnologia, os aplicativos e softwares tornaram-se em aliados importantes para o planejamento financeiro. Por meio dessas ferramentas é possível armazenar dados, como contas a pagar e a receber, por exemplo, além de acompanhar o andamento das metas, resultados já alcançados e otimizar o controle do fluxo do caixa.

Os softwares são aliados poderosos no controle de gastos, permitindo que sua empresa tenha acesso ao histórico financeiro. Além disso, você pode manter as informações em ambiente seguro, emitir boletos, antecipar pagamentos e planejar cada ação, baseada no cenário atual.

6. Mensure os resultados

Como mostramos até aqui, existem várias técnicas que podem te ajudar a realizar um planejamento financeiro com sucesso em sua empresa. Embora elas sejam fundamentais para a conclusão de cada etapa, ainda existe um processo que merece total atenção: a mensuração.

Prosseguir com o controle de gastos sem avaliar o que está sendo feito não é a melhor maneira de chegar ao lugar desejado. Por isso, a emissão de relatórios frequentes é uma estratégia crucial para identificar qualquer erro ou até mesmo propor melhorias.

Ao acompanhar os resultados, sua empresa poderá avaliar o mercado atual com mais precisão, tomar outras medidas e decisões necessárias, seguindo as mudanças pelo caminho, além de consertar erros que poderiam prejudicar as finanças ao longo do tempo.

Como percebeu, planejar é uma estratégia de sobrevivência para as empresas manterem os lucros, superando os concorrentes e evitando problemas financeiros. Por esse motivo, listamos essas técnicas para realizar o planejamento financeiro da maneira mais eficiente.

Gostou das nossas sugestões? Está pronto para melhorar o controle de finanças da sua empresa com a ajuda dessas dicas? Então compartilhe este artigo em suas redes sociais!

Sobre o autor

BCN Treinamentos

Deixar comentário.

Share This