Formação de preço: entenda a importância e conheça os principais métodos
Gestão Financeira

Formação de preço: entenda a importância e conheça os principais métodos

Escrito por BCN Treinamentos

Existem muitos fatores essenciais para que uma empresa possa alcançar o sucesso. Dentre eles, a formação de preço merece destaque, pois os valores que você comercializa seus produtos ou serviços são determinantes para ter um negócio lucrativo e competitivo no mercado.

Afinal, quando a sua empresa tem preços adequados, ela consegue atrair clientes, aumentar as vendas, cobrir seus custos, fazer frente à concorrência e, ainda, obter lucro. Por outro lado, valores de comercialização baixos prejudicam a gestão financeira do negócio e, quando muito elevados, afastam a clientela e reduz a sua competitividade.

Quer saber mais sobre a formação de preço de produtos e serviços? Então, não deixe de acompanhar os próximos tópicos!

Qual é a importância da formação de preço?

Como mencionamos na introdução deste artigo, a precificação de produtos não consiste apenas em determinar um valor para que você possa ter lucro com as suas operações. É uma ferramenta essencial para que as empresas possam tornar seus negócios competitivos e, ao mesmo tempo, lucrativos, mas sem ameaçar as suas finanças.

Com a correta utilização dessa ferramenta, os empresários conseguem ter uma visão mais estratégica do seu negócio e compreender melhor o seu mercado de atuação, o que favorece as tomadas de decisões e, consequentemente, a formulação de estratégias mais eficientes e que permitam melhores resultados.

Isso porque a formação de preço vai além de determinar apenas os custos envolvidos em cada produto. Com ela, você conseguirá perceber a atuação de seus concorrentes, visualizar o comportamento do seu público-alvo, compreender as flutuações de mercado e entender os potenciais do próprio negócio.

Além disso, é possível obter outras vantagens com a formação de preço, como:

  • criar metas para superar o ponto de equilíbrio, estipulando a quantidade de mercadorias que precisam ser comercializadas conforme os preços escolhidos;
  • ter maior embasamento para promover a redução de preços e apostar em promoções;
  • descobrir quais custos pesam em seu orçamento e produzir métodos para reduzir esses valores e otimizar o negócio;
  • decidir se deve continuar a comercialização ou não de determinada mercadoria;
  • ter maior previsibilidade das movimentações de estoque com base em preços de promoções, ofertas e outras campanhas.

Quais são os principais métodos para a formação de preço?

Existem alguns métodos testados e comprovados que contribuem para uma boa definição dos preços de produtos e serviços. A escolha de uma dessas metodologias varia de acordo com a necessidade ou preferência de cada empresário. A seguir vamos tratar sobre essas fórmulas.

Margem de contribuição

Corresponde à diferença entre as vendas de produtos ou serviços e os seus respectivos custos e despesas variáveis. É calculada por meio da seguinte fórmula:

​Margem de contribuição = valor das vendas – (custos variáveis + despesas variáveis)

Cabe destacar, que para a sua determinação em valores percentuais, basta realizar a divisão do resultado pelo valor de venda.

Essa técnica é uma das mais recomendadas para ser utilizada no mundo corporativo, pois permite entender qual a contribuição de cada produto ou serviço na arrecadação da empresa.

Com ela, é possível determinar quanto o empresário quer faturar em cada mercadoria. Ademais, é uma excelente ferramenta para a tomada de decisões, pois ajuda a compreender o peso de cada item no faturamento do negócio.

Esses fatores ajudam na gestão financeira da empresa, pois permitem que os preços das mercadorias variem de acordo com a estratégia de mercado. Caso o empresário queira atrair mais clientes, por exemplo, é possível diminuir o valor de comercialização. Por outro lado, se ele quiser aumentar o faturamento, pode elevar o custo do produto.

Markup

O objetivo dessa técnica é determinar uma estimativa de valor que possa cobrir as despesas envolvidas em cada produto ou serviço, assim como estipular o lucro desejado pela empresa.

Apesar de se assemelhar com a margem de lucro, essa metodologia segue um princípio diferente. Afinal, não está em busca de um valor de sobra, mas de um índice que se mostre mais adequado ao que a empresa procura.

Vamos ao cálculo:

Markup = 100 / [100 – (percentual das despesas variáveis + percentual das despesas fixas + percentual do lucro desejado)]

Pesquisa de preços

Essa técnica não envolve nenhuma fórmula matemática, mas pode ser bastante trabalhosa para os empresários. Ela corresponde a um levantamento dos preços praticados pela sua concorrência, o que permite à empresa desenvolver estratégias para se destacar em seu mercado de atuação.

O primeiro passo para adotar essa metodologia é definir quem são os seus concorrentes. Em seguida, você deve levantar os valores praticados em cada mercadoria. Procure realizar essa pesquisa em diferentes momentos, assim conseguirá um grande volume de informação e poderá fazer uma análise bastante completa e abrangente.

Por fim, pegue os resultados obtidos, faça uma média dos preços cobrados e registre os valores mais altos e mais baixos adotados pela concorrência. Com esses dados, determine quais são as principais ameaças para o seu negócio e defina preços competitivos para as suas mercadorias ou serviços.

Não se esqueça de considerar certos aspectos quando fizer a precificação, pois como mencionado anteriormente, valores muito baixos prejudicam suas finanças, enquanto os muito altos afastam a clientela.

Fórmula baseada no lucro

É possível precificar seus produtos a partir do lucro desejado e de acordo com os custos envolvidos.

Se observar a fórmula, verá que é uma abordagem diferente da utilizada no Markup, porém, conseguirá chegar a um resultado semelhante ao daquela técnica. Entretanto, não é possível que a margem de lucro determinada seja muito grande, já que pode comprometer o desempenho esperado da empresa.

Assim, a fórmula para calcular essa técnica é a seguinte:

100% do preço de venda = custo inicial + percentual das despesas fixas + percentual de lucro desejado

Apesar de todos os métodos apresentados neste artigo serem matematicamente corretos, é necessário considerar algumas variáveis na hora de executar um trabalho de formação de preço, já que fatores como a inflação e a concorrência podem afetar os valores de comercialização dos seus produtos ou serviços.

Gostou deste artigo sobre formação de preço? Então, entre em contato com a BCN Treinamentos e saiba como podemos ajudar a sua empresa!

Sobre o autor

BCN Treinamentos

Deixar comentário.

Share This