Como aumentar a produtividade no setor financeiro da empresa?
Gestão Financeira

Como aumentar a produtividade no setor financeiro da empresa?

Escrito por BCN Treinamentos

Em um mercado agressivo e com pouco espaço para gestores negligentes, a produtividade no setor financeiro de uma organização é uma chave para o sucesso. A relevância de uma marca está intrinsecamente ligada à forma que a empresa trabalha com recursos disponíveis.

Não há dúvidas de que, quando o trabalho do setor financeiro está em jogo, a otimização de tarefas tem extrema importância. Contudo, ela não representa todos os esforços que precisam ser empregados.

Ser produtivo em estratégias financeiras vai além de trabalhar com as contas a pagar e a receber. Trata-se de manter um relacionamento útil e profissional com todos os setores internos e externos da corporação.

Junto a isso, há uma série de questões que devem ser observadas de perto. Por isso, no post de hoje, abordamos sobre os desafios e métodos mais eficientes para quem deseja ter sucesso nessa empreitada.

O que pode comprometer a produtividade do setor financeiro?

Toda empresa está suscetível a passar por altos e baixos quanto ao desempenho das equipes. Inúmeros fatores podem provocar esse efeito e, quanto ele acontece no setor financeiro, é preciso diagnosticar a situação o mais rápido possível.

Um problema recorrente em muitas instituições é a falta de um bom sistema de gestão. A falta da implementação de uma ferramenta automatizada é responsável pela burocratização dos processos, interferindo na capacidade de os funcionários serem produtivos.

Outra dificuldade encontrada com frequência é a falta de alianças com outros setores, já que a área financeira costuma ser vista como um bloco independente do restante da empresa.

Pode parecer insignificante, mas o pouco engajamento com as outras áreas causa um isolamento que impede os funcionários de compreenderem o negócio como um todo. Assim, as análises e os relatórios requeridos correm o risco de atrasos e retrabalhos.

Além disso, a resistência dos colaboradores com as atividades de zeladoria financeira é natural e precisa ser trabalhada para evitar problemas em etapas importantes como auditorias.

Você consegue perceber que a questão da produtividade no setor financeiro vai além da otimização de tarefas? Na verdade, a diretoria de finanças herda o desafio de manter um relacionamento sadio e transparente com os integrantes da companhia.

Por que se preocupar com a produtividade do departamento financeiro?

Uma empresa que não investe na produtividade financeira reduz as próprias chances de se tornar bem-sucedida no mercado. Isso acontece porque a saúde financeira de um negócio é refletida em todas as suas ações.

Não apenas os acionistas, mas os fornecedores e os clientes são também capazes de perceber o estado financeiro de uma companhia em poucos passos. O preço é atrativo? As ofertas subiram? A inadimplência não para de crescer? Há contenção desenfreada de gastos?

Questões como essas e muitas outras são levantadas de acordo com as ações tomadas no departamento de finanças. Queira o gestor ou não, elas fazem com que os envolvidos reflitam se vale a pena investir ou negociar preços.

Afinal, como aumentar a produtividade do setor financeiro da empresa?

Quer saber como reverter um quadro de baixo desempenho na área de finanças? Separamos algumas dicas práticas que poderão ajudar.

Alinhar a empresa às expectativas dos acionistas

Na hora de se comunicar com os acionistas, o diretor financeiro deve estar consciente da importância do seu papel como bom analista e interlocutor.

É comum que esse tipo de agenda seja bastante intensa e, para se sair bem, o gestor responsável deve se certificar de que consegue compreender as expectativas dos acionistas.

Quando as informações úteis são compartilhadas com os outros diretores da empresa por meio de uma comunicação fluida e atualizada, é possível aumentar os níveis de produtividade, já que as metas buscadas passam a ser mais claras.

Com boa habilidade de persuasão e carisma, o líder de finanças pode alinhar diferentes pontos de vista e impedir que a empresa sofra divergências de metas entre as áreas.

Contribuir para a reinvenção dos profissionais da área

Como enfatizamos, o mercado tem exigido cada vez mais que os profissionais do departamento financeiro desenvolvam um lado analítico e compatível com as consequências do avanço tecnológico.

Hoje, a produtividade do setor está relacionada à capacidade do líder de estimular sua equipe a perceber o próprio desempenho na área e também trabalhar para que os resultados possam alcançar toda a corporação.

Quando o especialista em finanças não consegue se enxergar como parte de um contexto, é muito mais difícil atuar de forma integrada e reinventada. A consequência é um negócio com menos chances de obter valor agregado.

Como coordenador do departamento, incentive resultados e quebre paradigmas ao valorizar os papéis importantes dentro do seu time. Para isso, uma boa dica é apostar em realizar encontros periódicos com a equipe.

Nessas reuniões, você pode estimular a interação e o engajamento por meio de dinâmicas, descontração, acompanhamento de resultados e distribuição de desafios.

Para manter a produtividade das pessoas que trabalham com você, não há limites para a criatividade. Quanto mais próxima sua área estiver do restante do negócio, melhor desempenho terá. Lembre-se disso!

Definir claramente metas e objetivos

Não espere que os colaboradores produzam mais sem que eles saibam, com clareza, quais metas devem ser conquistadas. Essa é uma forma bastante simples e de grande serventia na busca por melhores resultados.

A definição de objetivos costuma fazer com que o time trabalhe com foco e colaboração. Essas metas podem ser individuais ou coletivas, desde que estejam enraizadas aos interesses e às estratégias da empresa.

Tome cuidado ao estabelecer o que deve ser conquistado. Caso contrário, o tiro pode sair pela culatra. Tenha em mente que os colaboradores precisam de metas reais e alcançáveis. Portanto, planeje prazos e não pressione mais do que o limite. Afinal de contas, tudo o que você não precisa é de uma equipe desmotivada pela própria liderança.

Estar junto da equipe

A produtividade de qualquer equipe está sempre ligada à postura do seu líder. Criticar e cobrar sem entregar o feedback necessário não ajuda a empresa.

É preciso valorizar os atendimentos concedidos e agir com sinceridade, informando às pessoas os resultados de suas ações. Essa é uma ótima maneira de ganhar o respeito do time e instigar um desempenho cada vez melhor.

Por outro lado, ser um bom líder não significa ignorar os problemas por medo de perder a motivação dos funcionários. Cobre quando for preciso e comemore quando as metas forem alcançadas!

A produtividade no setor financeiro faz toda a diferença na imagem de uma empresa! Se você gostou deste artigo, aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais e demonstrar o quanto você se importa com o assunto!

Sobre o autor

BCN Treinamentos

Deixar comentário.

Share This