Revisão Orçamentária: porque ela é tão importante para o seu negócio
Gestão Financeira

Revisão Orçamentária: porque ela é tão importante para o seu negócio

Às vezes, tudo está correndo muito bem, o volume dos negócios aumenta a cada dia e a empresa cresce sem sustos. No entanto, do dia para a noite, o cenário macroeconômico pode mudar e o gestor se vê obrigado a fazer uma Revisão Orçamentária.

É claro que, quando um processo de Planejamento Orçamentário é bem elaborado, ele já leva em consideração alguns cenários. Porém, mesmo assim, a Revisão Orçamentária se mostra necessária. 

E para que você entenda o que é a Revisão Orçamentária e porque ela é tão importante para o seu negócio, acompanhe este nosso novo artigo.

Boa leitura!

O que é a Revisão Orçamentária

A Revisão Orçamentária nada mais é do que uma correção nos rumos financeiros planejados por uma empresa para um determinado período de tempo. 

Já sabemos que o Planejamento Orçamentário é uma ferramenta de grande utilidade e uma etapa fundamental no processo de Gestão Orçamentária, que prepara a empresa para que no futuro ela funcione de forma saudável e eficiente, reduzindo riscos, maximizando oportunidades e evitando o descontrole das contas fixas.

No entanto, isso não quer dizer que ele seja imutável e que não possa ser revisto. Muito pelo contrário, diversos fatores externos podem surgir e transformar o cenário econômico, fazendo com que seja necessário repensar tudo que foi traçado.  

Afinal, sabemos que o Planejamento Orçamentário é baseado em determinados cenários econômicos, políticos e organizacionais que podem mudar a qualquer momento.  

Um bom exemplo disso aconteceu em 2008 quando o mercado imobiliário norte-americano, até então seguro e em fase de crescimento, quebrou violentamente, impactando negativamente o cenário econômico mundial. Empresas faliram, bancos tiveram que pegar empréstimos bilionários e países enfrentaram graves problemas financeiros.

Dessa forma, como se pode concluir, estar preparado para uma revisão do orçamento é uma atitude prudente e bastante inteligente.

Mas atenção! Uma Revisão Orçamentária não é uma simples redução de gastos em um momento da crise, ela vai muito além disso e precisa ser feita com base em uma análise completa do que foi planejado, do que foi realizado e do histórico para o período em questão. 

Quando a revisão orçamentária se mostra necessária

Uma empresa que não revê as condições previstas no orçamento, corre o risco de ser prejudicada pelas mudanças internas e externas. E dessa forma, pode perder boas oportunidades de negócio e ainda correr o risco de não atingir os objetivos desejados.

Quando as condições previstas não ocorrem devido variáveis externas incontroláveis, a Revisão Orçamentária torna-se urgente para adequar o orçado à realidade. Afinal, quanto mais rápida for a reação da empresa melhores serão as suas chances de reduzir ou mesmo evitar contratempos. 

São inúmeras as variáveis que podem afetar o cenário econômico da empresa e, por consequência, criar a necessidade de uma Revisão Orçamentária. 

Entre essas variáveis podemos citar: 

  • Políticas públicas: a implementação de novas políticas públicas podem fazer com que as previsões orçamentárias tenham que ser revistas;
  • Cenário econômico: os negócios estão sujeitos ao crescimento, ao desenvolvimento, às crises geradas pelas políticas públicas adotadas e também às reações do mercado em virtude de acontecimentos internacionais da economia;
  • Mudanças na legislação: uma nova lei pode alterar completamente a situação da empresa, ao permitir ou proibir, por exemplo, uma determinada atividade;
  • Mudanças comportamentais: uma mudança de comportamento da sociedade pode alterar completamente a demanda dos consumidores e o cenário previsto na elaboração do orçamento;
  • Entrada de novos concorrentes: a chegada de novos concorrentes no mercado pode forçar uma mudança na área de marketing e vendas da empresa, por exemplo. 
  • Calamidades públicas: Fato/Ocorrência imprevisível ou difícil de prever que gera um ou mais efeitos/consequências inevitáveis. Como exemplos temos os desastres naturais ou as pandemias como a Covid-19.  

Como fazer uma Revisão Orçamentária

A Revisão Orçamentária deve ser realizada a partir da análise constante dos números, comparando o que foi orçado e o que foi efetivamente realizado (conforme explicado no artigo sobre controle orçamentário). É a partir dessas análises que serão tomadas as medidas necessárias para ajustar as expectativas com a realidade. 

Se engana quem pensa que existe um passo a passo de como deve ser feita a Revisão Orçamentária. Não há receita, pois ela deve levar em consideração inúmeros aspectos específicos da empresa, bem como os fatores externos que a motivaram. Cada caso é um caso e cada empresa única. 

Por essa razão, é importante uma constante atualização dos parâmetros financeiros do negócio e as suas necessidades.

Observe o exemplo a seguir:

Uma loja de material esportivo com mercado já consolidado é surpreendida pela chegada de uma concorrente estrangeira que possui uma rede de estabelecimentos e ótima estrutura. Com isso, a loja de material esportivo tem a necessidade de rever seu orçamento e analisar a possibilidade de expansão, bem como o investimento nas áreas de marketing e vendas para não perder seus clientes para a concorrência.

Nesse caso, uma Revisão Orçamentária é necessária e também urgente. 

Já em outro momento, essa mesma loja tem um aumento inesperado da receita por conta do sucesso de um determinado produto e isso também faz surgir a necessidade de uma Revisão Orçamentária. Agora, os gestores podem escolher as áreas que ganharão mais recursos ou projetos que serão colocados em prática visando a expansão dos negócios. 

Consegue perceber a importância do tema? Observe que qualquer empresa está sujeita e esse tipo de mudança externa. E que, sendo a situação positiva ou negativa, é necessário se adaptar às novas condições do mercado.  

Conclusão

Pela importância do assunto, não se pode descuidar quando o assunto é Revisão Orçamentária. Por isso, um gestor financeiro, que pretende diminuir os riscos da imprevisibilidade, deve procurar estar sempre atento às mudanças do mercado, acompanhar conteúdos sobre o tema e seguir canais de comunicação que falem do seu segmento. 

Além disso, é importante se atualizar por meio de cursos como o nosso Curso de Gestão Estratégica de Custos e Orçamento.

Nesse curso você será apresentado aos conceitos fundamentais para desenvolver um plano orçamentário, as responsabilidades e os modelos mais adequados para a condução do seu processo de estruturação, elaboração e controle.

Ele é indicado para controllers, contadores, gerentes e diretores financeiros, bem como  para outros profissionais das áreas de contabilidade e finanças ligados aos setores de orçamento, custos, contabilidade, finanças e controladoria.

Sobre o autor

Carolina Ferreira Aleixo

Deixar comentário.

Share This