Análise SWOT: o que é e como fazer
Gestão Financeira

Análise SWOT: o que é e como fazer

SWOT
Escrito por BCN Treinamentos

Quando precisamos tomar uma decisão, devemos pesar os prós e contras, analisar os pontos fracos e fortes, bem como pensarmos em todas as consequências de escolher um ou outro caminho, certo? E justamente para auxiliar nesse processo de decisão é que foi desenvolvida a análise SWOT, também conhecida como análise FOFA, uma ferramenta muito utilizada para entender a realidade das empresas e servir como ponto de partida para planejar estratégias.

Se interessou e quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe este nosso novo artigo. 

Boa leitura e bons negócios!

1.Conceito da análise SWOT

A análise SWOT, também conhecida como análise FOFA, é uma ferramenta gerencial que analisa o ambiente interno e externo de uma organização com o objetivo de encontrar oportunidades de melhoria e otimização do desempenho.

Desenvolvida na década de 1960 por professores da Universidade Stanford, a partir da análise das 500 maiores empresas dos Estados Unidos, ela é considerada uma ferramenta clássica da administração e todo executivo de grande empresa a conhece. Porém, é pouco conhecida e usada pelos gestores de empresas de menor porte. 

O nome SWOT provém de quatro palavras que começam com as letras da sigla: Strengths (forças), Weaknesses (fraquezas), Opportunities (oportunidades) e Threats (ameaças). 

Mas vejamos agora, em separado cada um desses fatores:

Strengths (Forças)

São os pontos positivos da organização, as vantagens que ela tem em relação às outras empresas, podem ser controladas e não dependem de fatores externos.

 Weaknesses (Fraquezas)

São os pontos fracos da empresa em relação à concorrência que podem ser controlados internamente. Não são, necessariamente, um problema, mas podem vir a ser um quando não diagnosticados ou negligenciados no momento do planejamento estratégico.

Opportunities (Oportunidades)

As oportunidades são as forças externas que podem influenciar de forma positiva a sua empresa e não podem ser controladas. Muitas vezes são dificilmente percebidas, por exemplo, hoje em dia muitas das oportunidades estão relacionadas a digitalização dos negócios.

Threats (Ameaças)

As ameaças são as forças externas, que a empresa não pode controlar, que podem repercutir negativamente e reduzir seu desempenho. Muitas das ameaças estão relacionadas a alterações de alguma legislação que podem vir a inviabilizar seu negócio. Um conhecido exemplo é a a liberação do Uber que afetou diretamente o mercado de táxis nas grandes cidades do mundo.  

2. Para que serve a análise SWOT

A análise SWOT serve para tirar as ideias do papel, para tomar decisões com mais segurança e para pensar novas estratégias com maiores chances de sucesso. 

Ela costuma ser usada por empresas que estão começando, lançando novos projetos ou entrando em novos mercados. Mas pode também ser usada por órgãos governamentais, organizações sem fins lucrativos e até mesmo na vida pessoal. E não importa o tipo de projeto em que seja usada, a análise SWOT sempre ajuda na tomada de decisões.

Quando é analisado o ambiente externo e se percebe os fatores que não podem ser controlados, bem como os pontos fortes que podem ser aprimorados, é possível perceber novas oportunidades, bem como se antecipar e adotar medidas que não prejudiquem o seu projeto.

3. Como fazer uma análise SWOT 

O uso desta ferramenta é bem simples, o mais difícil é identificar os pontos fortes e fracos da empresa, as oportunidades mais vantajosas e as ameaças mais eminentes. 

Tendo esta preocupação em mente, faça um quadro como o indicado abaixo e preencha com as respostas das perguntas a seguir no lugar correspondente.

S: Quais são os reais pontos fortes do seu negócio? 

Reflita bem e responda quais são realmente os pontos fortes do seu negócio e se possível, valide a sua lista com pessoas que conheçam bem a sua empresa. 

Podem ser mencionadas características como: um local com muito trânsito de pessoas que formam o público-alvo; ter uma marca consolidada no mercado; ter um bom canal de distribuição; contar com um time de colaboradores experiente, etc.

W: Quais os reais pontos fracos do seu negócio? 

Reconheça o que sua empresa não faz muito bem e o que poderia fazer melhor.

Liste o que faz com que sua empresa perca vendas e oportunidades de negócio, bem como o que gera mais custos. Como por exemplo: colaboradores desmotivados, falta de presença online da empresa, baixo nível de treinamento dos colaboradores, etc.

O: Quais são as oportunidades para o seu negócio? 

A tendência é ver oportunidades em todos os lugares, mas é preciso ser realista ao fazer esta lista. Tenha uma estratégica clara, com objetivos, indicadores e metas bem definidos e só assim você poderá ver as verdadeiras oportunidades.

Na análise SWOT um dos pontos mais difíceis é encontrar oportunidades que podem mudar seu negócio. Por isso é sempre importante estar bem informado em relação ao seu mercado, conversar com seus clientes e entender as tendências no mundo que podem afetar o seu negócio.

T: Quais são as ameaças para o seu negócio? 

Faça uma lista dos problemas de origem externa que seu negócio pode enfrentar. Fique atento a mudanças na legislação, a seus concorrentes, problemas com fornecedores e tente antecipá-los ao máximo.  

Conclusão 

A análise SWOT traz a possibilidade do gestor conhecer a fundo os pontos fracos e fortes da empresa, bem como as ameaças e oportunidades que o ambiente externo oferece. Assim, ela é extremamente útil para planejar estratégias e tomar decisões com base em dados reais e confiáveis. 

Porém, muitos gestores falham ao usaram a análise SWOT porque imaginam que basta preencher o quadro colorido. Mas isso é só o começo! 

Depois do preenchimento, é preciso estudar o que a empresa pode e deve fazer para aproveitar seus pontos fortes e as oportunidades, melhorar seus pontos fracos e tentar eliminar ou reduzir os efeitos das ameaças. Ou seja, é necessário que a empresa trace um plano de ação 5W2H, que já foi tema de um outro artigo aqui no blog – Plano de ação 5W2H: conceito, criação e exemplos.

Como se vê, a análise SWOT é um importante passo para se alcançar a longevidade da empresa, estabelecer liderança no mercado, conquistar a confiança de clientes e fornecedores e conseguir ótimos resultados financeiros. 

Se gostou do nosso conteúdo, não deixe de acompanhar nosso blog, temos sempre novidades e muita informação. E claro, confira também a agenda de cursos da BCN Treinamentos, empresa de capacitação de profissionais com cursos de curta duração e alto impacto.

Sobre o autor

BCN Treinamentos

Deixar comentário.

Share This