Gestão de Tesouraria: qual é a sua importância para a empresa?
Gestão Financeira

Gestão de Tesouraria: qual é a sua importância para a empresa?

Gestao-tesouraria
Escrito por BCN Treinamentos

Uma boa Gestão de Tesouraria é fundamental quando o objetivo é minimizar os riscos operacionais e financeiros do negócio. Afinal, a Tesouraria na empresa é uma área que a cada dia ganha mais importância pois, além de controlar o fluxo de caixa, ela fornece aos gestores informações preciosas para a tomada de decisões estratégicas. 

Ter conhecimentos sobre a gestão de Tesouraria e de toda a sua importância, é mais do que necessário e por essa razão, preparamos este artigo para você. Acompanhe e saiba mais sobre a Tesouraria e sua gestão.

Boa leitura!

Como funciona a gestão de Tesouraria?

O objetivo da Tesouraria na empresa é ter certeza que seus recursos financeiros estão sendo o suficiente para arcar com todos as despesas e compromissos. Assim, o que “sobra” poderá ser investido de maneira eficaz, gerando um bom retorno financeiro.

As principais funções de uma Tesouraria na empresa  são:

  • Contas a pagar e a receber:  esta é uma das mais básicas funções da Tesouraria, mais nem por isso menos complexa. Está alicerçada sobre os princípios da agilidade operacional, confiabilidade e economia.
  • Controle do  fluxo de caixa: outra importante função. O fluxo de caixa é considerado por alguns a ferramenta de gestão mais importante, pois é o responsável por fazer a correspondência entre as projeções de recebimento e pagamento e as decisões de captação e aplicação de recursos financeiros.
  • Captação de recursos financeiros: uma das funções mais corriqueiras da Tesouraria já que existe uma variedade imensa de linhas de crédito, com custos diferenciados, à disposição das empresas. Cabe à Tesouraria pesquisar a linha de crédito mais vantajosa para a empresa, evitando o pagamento de custos exorbitantes que causem um impacto negativo nas finanças da organização.
  • Aplicação de recursos financeiros: também é função da Tesouraria se responsabilizar por fazer as aplicações financeiras dos valores de sobra de caixa. De preferência, essas aplicações devem ser realizadas com baixo risco e alta liquidez, objetivando que a empresa alcance seus objetivos com maior facilidade. 

Já como funções complementares da Tesouraria, podemos citar a negociação com clientes e fornecedores no que diz respeito aos prazos de recebimentos e pagamentos e também descontos.

Ou seja, de forma resumida e simplificada, podemos dizer que a Tesouraria cuida de todo o dinheiro da empresa: do controle ao gerenciamento e investimentos.

Como se vê, trata-se de uma área com grandes responsabilidades. Por isso, Gestão da Tesouraria, quando feita de forma eficiente, torna a empresa menos vulnerável às oscilações do mercado, pois é possível se ter o controle diário das movimentações financeiras, bem como identificar com antecedência eventuais desequilíbrios  e providenciar o capital de giro necessário.

Por que a gestão de Tesouraria é importante para a empresa?

Pode-se dizer que a gestão de Tesouraria é a ponte entre os recursos e a saúde financeira da empresa. Sem ela, é muito provável que o negócio não vá para a frente, podendo mesmo quebrar.

Ela possui ainda um papel estratégico na empresa, já que as decisões estratégicas do negócio podem e devem ser tomadas utilizando seus relatórios, como o de fluxo de caixa e o planejamento financeiro.

No mais, como você já deve saber, todas as decisões estratégicas causam impacto, maior ou menor, no fluxo de caixa. Portanto a Tesouraria, além de fazer todo o controle, precisará garantir que as decisões não interfiram negativamente no saldo da empresa. 

A gestão de Tesouraria é importante ainda quando se considera os seguintes fatores:

Linhas de financiamento

As linhas de crédito são muito úteis em alguns momentos, no entanto uma escolha errada pode encarecer o processo e acabar afetando a saúde financeira do negócio. 

É responsabilidade do gestor da Tesouraria pesquisar a melhor linha de crédito para a empresa, ou seja, aquela que não cause impacto negativo na geração de lucro, rentabilidade e crescimento do negócio. 

Investimentos 

Os investimentos são realizados com o objetivo de fazer com que a empresa alcance suas metas com mais facilidade. E a escolha de qual investimento, como já mencionado acima, deverá ser feita levando em consideração a necessidade de capital de giro e também, é claro, de liquidez. 

Dessa forma, na hora de escolher um investimento, o gestor de Tesouraria precisa levar em consideração a necessidade ou não de muito caixa em um período curto de tempo. Dependendo dessa resposta, ele decidirá o tipo de investimento. Se a resposta for positiva, a empresa deverá procurar um investimento com rendimento inferior, mas que ofereça a possibilidade de resgate quando necessário.

Por outro lado, se temos em caixa uma boa sobra de dinheiro, os recurso investidos podem ficar imobilizados por mais tempo e assim, resultarem em um rendimento maior. 

Proteção de risco

É preciso que se preste muita atenção aos riscos inerentes ao negócio, sejam eles de crédito, de mercado, cambial, etc. Uma boa gestão leva sempre todos os riscos em consideração antes de tomar uma decisão estratégica.

Uma empresa que fechar a compra de matéria-prima no exterior, deve se preocupar com a proteção cambial, por exemplo. Pois, nesse caso, o dólar pode disparar e a compra que a princípio era um bom negócio acabar causando prejuízo.  

Por fim, cabe destacar que quando a gestão de Tesouraria trabalha de forma eficiente esses três fatores acima, a Tesouraria deixa de ser apenas um centro de custo e se transforma em uma área de negócio. 

Conclusão 

Uma eficiente gestão de Tesouraria é fundamental para qualquer empresa, sem ela o negócio não cresce de forma saudável e pior, pode até falir. Mais do que controlar entradas e saídas, a Tesouraria tem papel de grande importância estratégica no processo de tomada de decisões. 

No entanto, para que ela cumpra sua missão, é necessário apostar na capacitação dos gestores. Só assim, os profissionais serão capazes de entender o funcionamento do mercado financeiro com todas as suas particularidades, podendo assim alinhar a Tesouraria ao  planejamento estratégico.

E por falar em capacitação, vale a pena conhecer nosso curso de Gestão Estratégica de Tesouraria. Nele você irá revisar conceitos, compartilhar sua experiência e conhecer práticas e rotinas atualmente adotadas.

Powered by Rock Convert

Sobre o autor

BCN Treinamentos

Deixar comentário.

Share This